Segundo o site do projeto, a tecnologia está aberta a todos os envolvidos no ecossistema: editores, plataformas de consumidores e criadores. O objetivo é que todo o conteúdo publicado (de notícias a vídeos, passando por blogs, fotos e GIFs) funcione. Como é uma iniciativa open source, qualquer um pode acessar e aplicar as configurações. Inclusive é possível fazer parte do projeto e promover melhorias.

Segundo o Google e a documentação do projeto, é possível aplicá-la na home, páginas de produtos e até nas páginas de busca. Testamos algumas buscas usando o celular e, ao buscar por algum produto do eBay no Google, as páginas exibidas utilizavam AMP. E o resultado? Páginas de ecommerce com um carregamento extremamente rápido.

hits